8 canais de venda para você não perder nenhum negócio

Para escolher o melhor canal de vendas para o seu produto ou serviço, é preciso entender a persona do seu negócio, como ela consome informações e por quais meios estão mais propensos a se relacionar. Além disso, é essencial entender as particularidades e o funcionamento de cada um. Assim fica mais fácil criar uma estratégia de canais e investir naqueles que trarão os melhores resultados.

O que são canais de venda

Um canal de venda é o meio por onde uma empresa comercializa seus produtos ou serviços. Através dele, seu cliente passa a ter contato com seu negócio e sua empresa atrai a parcela do seu público que ainda não é cliente, mas tem intenção de compra.

Como escolher os melhores canais de venda para o seu negócio

Ao escolher o canal de venda mais adequado, leve em conta dois fatores principais:

1) Os meios pelos quais você terá mais alcance e impacto no seu público: é preciso conhecer seu público-alvo para entender em que canais de venda suas ações atingirão um maior volume de possíveis compradores.

2) O tipo de produto ou serviço que sua empresa comercializa: aqui, é necessário avaliar se canais online ou offline apresentam melhores resultados. Para casos de produtos como vestuário, por exemplo, optar pelo uso de redes sociais redes sociais pode ser uma boa ideia, mas ter uma loja física onde o cliente possa experimentar as peças pode ser um meio mais efetivo.

Exemplos de canais

Agora que você já sabe o que deve levar em conta na hora de escolher quais canais de venda farão parte da sua estratégia, confira algumas das opções mais utilizadas no mercado:

Canais de venda online

Marketplace – diferentes marcas podem comercializar seus produtos, como é o caso da Amazon ou Mercado Livre, por exemplo. O marketplace é uma boa opção para trazer mais visibilidade à marca, principalmente quando se trata de uma empresa ainda pequena.

E-commerce – O comércio eletrônico , ou e-commerce, como é conhecido, é diferente do marketplace por um fator: a loja virtual é de apenas uma marca. No e-commerce, o site fica todo sob responsabilidade da marca que vende os produtos. O canal fica mais personalizado e com “a cara” da sua empresa.

Whatsapp – os consumidores já escolheram a comodidade e a facilidade de entrar em contato, pedir suporte, fazer perguntas, pedir recomendações personalizadas das suas lojas favoritas através dos Apps de troca de mensagens. O Whatsapp nas vendas vem se firmando como uma tendência forte em todo tipo de segmento. Muito mais do que um aplicativo de mensagens instantâneas para conversar com os amigos e familiares, a plataforma oferece várias possibilidades pra quem busca uma forma de melhorar suas vendas.

Redes sociais – Hoje em dia, redes sociais como o Facebook e o Instagram já oferecem opções para venda de produtos e serviços. Além da página própria que a empresa pode criar para divulgar o que comercializa, há também a opção de marketplace, que atinge possíveis compradores que estão na região onde sua empresa se encontra.

E-mail marketing – O e-mail-marketing é uma forma de personalizar melhor a mensagem que sua empresa quer passar ao público. Para que esse canal seja efetivo, é necessário que você já tenha uma boa base de leads que vão receber esses e-mails e segmentá-la de acordo com o momento em que cada uma se encontra na jornada do comprador.

Canais de venda offline

Ponto de venda e loja física – Os pontos de venda podem ser divididos em três categorias diferentes:

  • Loja própria: aqui, uma boa estratégia de marketing é necessária para atrair os clientes até o local;
  • Franquias: o franqueado é autorizado a comercializar produtos e serviços de uma determinada marca;
  • Distribuidores: revendem produtos de terceiros, e fazem o intermédio entre produto e consumidor final.

Uma boa tática é combinar a loja física com redes sociais como o Instagram, por exemplo, onde a marca pode mostrar coleções e peças disponíveis no catálogo.

Venda Direta – Empresas como a Natura e a Herbalife ficaram muito conhecidas no Brasil por esse tipo de venda. Aqui, o contato do vendedor é direto com o consumidor final, por meio de visitas e apresentação de mostruário, por exemplo.

Telemarketing – essa forma de comercializar produtos e serviços já é um canal utilizado há bastante tempo, principalmente por empresas de telefonia e internet. Através deste canal, o vendedor pode tanto efetuar uma venda quanto agendar uma visita do representante comercial.

Canais combinados = maiores chances de vendas

Com tantas opções disponíveis, não é necessário abraçar todas na sua estratégia. Por outro lado, não é preciso optar por apenas uma delas, seja ele online ou offline.A combinação de vários canais de venda pode ser uma estratégia interessante na hora de expandir o público atingido.

Para um empreendimento digital, por exemplo, é possível unir ferramentas como SEO, AdWords e e-mail marketing para vender seus produtos.

Já uma empresa física pode combinar métodos de venda offline, como lojas físicas e telemarketing, a meios online, como presença em redes sociais e marketplace.

Que canais de venda sua empresa utiliza hoje? Deixamos algum meio que você utiliza fora dessa lista? Compartilhe nos comentários!

Um abraço, Roberta Machado

Coordenadora Operacional – Polia Vendas